Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Inverno

O saborear dos dias... com maior deleite e meticuloso vagar.

Inverno

Tininha...na sua nova casinha...

07.01.19 | Maria Rocha Soares

 

 

 

"Parecia a apresentadora Fátima Lopes" sugeriu alguém, mal Cristina apareceu? Talvez porque a vontade de a igualar, seja muito grande. Esconder, muito complicado.  Pensem, nisso. Ou, não! Mas pensem mesmo, neste outro aspecto. Este... é um triste pais! Nas últimas décadas, Portugal tem-se transformado numa caricatura do que era. 

Nunca se viu em Portugal um tamanho endeusamento de alguém. E... já tivemos grandes e inultrapassáveis entertainers na nossa televisão! Poderia nomear, alguns. Exponencialmente mais dotados, como comunicadores e não só.  Mas nunca sacralizados assim. 

Cristina, modesta claro, comparou-se à Princesa Diana. Mas, desta vez... por Deus! A estreia do programa mereceu contagem decrescente! Aposta, em qualquer outra coisa, que se estivesse a ver.

É esta, uma contratação apadrinhada por Daniel de Oliveira (que desde que foi pai, só fala em bebés, filhos e enteados). Que subiu também, aos céus, na escala de importância na estação onde começou. E uma vez "lá em cima", entende fazer algo em grande! Pôr-nos, talvez, a associar a estreia de Cristina, a mais uma aparição da Virgem! Exactamente, da Senhora de Fátima. Porque nem os pastorinhos faltam, igualmente!

Cristina quer ser, ou sonha... uma Oprah, mas de trazer por casa! Quem pagará todas as viagens que gentilmente ofereceu aos seus convidados? 

Estamos reduzidos a isto: Carros do Amor, Casados à Vista Desarmada e mais meia dúzia de sem sentido, que nos vão dando a engolir, enquanto vão inchando os egos... com "shares" e outros estrangeirismos.  Gastando milhões, em ordenados exorbitantes... mas só se fala no que foi gasto nas iluminações de Natal! Outras despesas equiparadas. Santificando-se a contratação absurda, da Gata Borralheira.

E nem o mais alto dirigente faltou para a lágrima "em directo", soar e parecer tão pura, como o: "estou como sou, no Alta definição", com montanhas de maquilhagem no rosto de princesa Disney. 

Com o máximo respeito: como ficam todos os outros bons profissionais do ramo, senhor Presidente? Poderão esperar um telefonema seu, por estes dias? Nos meses, mais próximos. Num ano, qualquer?! Acaba por ser um pouco desmotivante, para não dizer, discriminador. Perdoe-me por favor, esta conclusão. 

Mas, o Estado do país meus senhores, é este. Fora de sítio! Fora de trilho, quando se interrompe uma reunião para felicitar uma apresentadora de talk show. Fosse ela (ele), qual fosse. Independentemente de polémicas com Goucha e preferências, ou tomadas de posição (coisa que um Presidente jamais deve evidenciar) por Cristina. 

Quão mais baixo desceremos?!