Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Inverno

O saborear dos dias... com maior deleite e meticuloso vagar.

Inverno

Um dia terá de ser...

13.11.18 | Maria Rocha Soares

 

Resultado de imagem para cabelo branco helen mirren

 

 

E mais cedo do que se antevê, o meu cabelo, até por curiosidade, ficará da cor que tem... e já desconheço. É estúpido começar-se a pintar o cabelo, porque cedo, "as brancos" nos brindam a cabeleira. Seja por uma questão de adn, ou outra qualquer. 

O mais engraçado é que sempre fui a desfavor de pintar o cabelo. Porém, outros valores mais alto se levantam quando todos à nossa volta, apontam a jovialidade do rosto! Os relativos anos que se têm, quando ao cabelo, lhe dá para embranquecer. E um sei lá, de razões.

Hoje, não vou dizer que me arrependo, mas que escolhi mal. Para mais, quando o homem cá de casa ontem, -queixava-me de que tinha de o pintar, sem grande vontade -, dispara sem mais, nem ontem, que até me assustou:

- Por que o pintas? Eu... não vou pintar cabelo nenhum!

Ora, bolas! Podia explicar-lhe (antes de lhe desferir um murro na pinha) que os homens já nasceram fadados de tudo o que às mulheres, uma mulher qualquer (fada, ainda por cima) resolveu negar! Que a eles os brancos lhes dão charme, a nós deixam gastas. Desleixadas e velhas. Enfim...

Seja: Peguei na "porcaria" da tinta hoje de manhã e pimba! Com ideia de que é a última vez que o faço. A minha prenda de Natal (jesus, credo, tão pobre) vai ser... exibir o meu cabelo branco à assistência. Ainda que a minha mãe discorde. Peça para... um bocado mais para a frente, talvez. Mas, não! 

Fosse por tudo isto, ou andar sem grandes estímulos, o resultado desta pintura "abstracta" saiu-me "melhor que a encomenda".

Como raios não reparei na cor, ou o pacote enganou, fiquei desagradada com o resultado final Acho que pela primeira vez (e sempre o pintei de uma cor semelhante), à excepção de uma, em que tive madeixas alouradas) sobre o meu tom original, na altura. Não gosto! Mas, vou ter que gramar.

A menos que vá, finalmente, descolorar tudo. Abraçar a minha brancura (não sei se, ainda mesclada de algum mais reticente e natural)... Mas, pensarão vocês, se é que alguém se interessa e pensam àcerca... que cor será? Alguém apostado em adivinhar? Pois... também não faz mal.